quinta-feira, 31 de janeiro de 2008

HQ: THE SPIRIT SERÁ PUBLICADA PELA PANINI



A série norte-americana The Spirit ,clássico desenvolvido por Will Eisner, volta a ser publicado em março no Brasil pela Panini Comics.A editora publicará a nova fase produzida em cores por Darwyn Cooke e publicada a mais de um ano nos EUA.

A série original em preto e branco teve diversas tentativas de publicação no Brasil , pelas editoras Globo , RGE , Devir e L&PM entre outras ,nunca foi publicada em sua totalidade.Formada de histórias curtas e,com o passar da série , com apelo mais para os problemas sociais e psicológicos do ser humano The Spirit é considerado um das 10 hqs mais importantes da História.

UJS seleciona 6 jovens para estudar Medicina em Cuba.



Está aberto o processo seletivo para estudar na Escola Latino-americana de Medicina, em Cuba.
Todos os anos, desde 2004, a União da Juventude Socialista recebe bolsas de estudo da Escola Latino-americana de Medicina (ELAM), em Cuba, para selecionar jovens de baixa renda para realizar o sonho de cursar Medicina.
Neste ano, serão 6 jovens (3 homens e 3 mulheres), de baixa renda, de até 25 anos, para estudar Medicina na ELAM.
Referência mundial na areal, A ELAM já conta com aproximadamente 7200 estudantes e foi concebida para formar gratuitamente como médicos que em seus países dificilmente conseguiriam concluir seus estudos em medicina. São jovens que retornam a suas comunidades para contribuir com a sustentabilidade de seus sistemas de saúde. Assim, revestidos de uma profunda concepção humanista e solidária, surge este grande projeto científico-pedagógico que atualmente acolhe estudantes de 24 países, sendo 19 latino-americanos, 4 africanos e os Estados Unidos.
Neste ano, a UJS fará uma pré-seleção através deste questionário (clique aqui para baixar) que deverá ser entregue devidamente preenchido até o dia 30 de janeiro (quarta-feira). Neste período, os candidatos devem ir providenciando a documentação necessária, caso sejam selecionados, pois o prazo é curto e tem o carnaval no meio.
Os jovens pré-selecionados serão divulgados no dia 31 de janeiro e deverão comparecer a uma entrevista em São Paulo no dia 07 de fevereiro. No dia seguinte, será divulgada a lista dos selecionados e dos suplentes que deverão estar com toda a documentação pronta até o dia 10 de fevereiro (é o prazo da embaixada cubana).
Os critérios e documentação exigidos pela embaixada cubana estão aqui relacionados:
1) Ter no máximo 25 anos de idade no início do processo seletivo. Apresentar certidão de nascimento, devidamente registrado em Cartório e no Ministério das Relações Exteriores do Brasil (Itamaraty) .
2)Ter concluído o Ensino Médio ou equivalente, cubrindo obrigatoriamente as disciplinas de física, química e biologia. Apresentar certificado e histórico escolar do Ensino Médio (com firma reconhecida em cartório e legalizados pelos Ministérios da Educação e das Relações Exteriores). .
3) Não ter impedimentos físicos e mentais que o impossibilite de cumprir as atividades inerentes a sua formação. Uma vez graduados, exercer a profissão. Apresentar Atestado de bom estado de saúde física e mental, assim como análise clínica de HIV e de não gravidez (no caso das mulheres), creditado por resultados médicos devidamente legalizados. Manter uma adequada conduta social. Apresentar um certificado de não antecedentes criminais, nem processos judiciais pendentes, emitido pelas autoridades competentes.
5)Proceder de famíliar de baixa renda. Apresentar documento que comprove esta condição.
6) Apresentar fotocópia do documento de identidade.
7) Apresentar passaporte atualizado.
8) Apresentar 6 fotos (2 de 4x4 e 4 de 2x2)
Uma vez selecionados pela UJS, haverá outro procedimento realizado pela embaixada de Cuba no Brasil.

quarta-feira, 30 de janeiro de 2008

HQ: REVISTA MAD VOLTA ÀS BANCAS BRASILEIRAS


A revista de humor norte-americana MAD volta a ocupar seu espaço nas bancas brasileiras em fevereiro.A nova versão nacional será publicada pela Editora PANINI , multinacional de quadrinhos que adquiriu em acirrada negociação a carta de títulos da editora norte-americana DC Comics no ano passado.Entre os títulos veio a MAD.


A MAD foi a única publicação remanescente da extinta editora EC Comics que escapou da caça às bruxas do chamado período Marcathista nos EUA onde todas as publicações de quadrinhos foram consideradas prejudiciais e subversivas , a serviço do fantasa do comunismo russo.A EC tinha uma carta de publicações dos gêneros terror e guerra e foi, sem dúvida , a mais prejudicada neste episódio.Este período é bem retratado no filme BOA NOITE , BOA SORTE.


Há 10 ANOS migrou para DC Comics , editora que publica Superman , Batman , Mulher-maravilha e outros personagens de destaque nesta mídia.No Brasil a revista já foi publicada pelas editoras Vecchi , Mythos e Globo.


Agora é só esperar a publicação que continua tendo como editor Otacílio Assumpção todos esses anos.

DVD: O HOMEM QUE DESAFIOU O DIABO


Com a impressão de algo que você já viu em algum lugar o filme "O Homem que Desafiou o Diabo" chega ao formato de DVD com aquela cara de mais do mesmo.Na esteira de Lisbela e o Prisioneiro , Tieta e outros repete o formato de exagerar nos sotaques e hábitos caricaturizando os nordestinos.É uma comédia engraçada e despretensiosa , bastante previsível e com ritmo cordelesco.Vale como diversão descompromissada.

Vale destacar a velocidade da chegada deste as locadoras , fazendo menos de 30 dias que o filme saiu de cartaz nos cinemas do circuito nacional.

segunda-feira, 28 de janeiro de 2008

As Eleições nos EUA e o Senhor da Guerra


É de assustar a cobertura que a mídia no mundo todo tem dado a corrida presidencial norte-americana.O crescimento da campanha de Barak Obama caracterizado como o novo e moderno ao se dizer nem de esquerda nem de direita, a caracterização de Hillary Clinton como a "política profissional" e a embolada disputa republicana passaram a movimentar a vida de todos os cidadãos do mundo.

É no mínimo curioso ver até o panfleto ultra-conservador que é a VEJA chamar George W.Bush de "senhor da guerra" , quando um instrumento neoliberal deste quilate se presta a isso é porque a sujeira já é demais pra empurrar debaixo do tapete.E é mesmo.A Folha de São Paulo desta semana lista 127 mentiras que Bush teve que dizer e publicar ao mundo e cidadãos norte-americanos para ,seguindo os passos de seu pai, invadir o Iraque.

Para alimentar a indústira bélica norte-americana( muito bem representada no filme O Senhor das Armas) valeu tudo no Governo Bush , só que esse mesmo governo se tornou o principal panfleto oposicionista,De tão desencontrada e conservadora que se tornou esta gestão seus opositores são muitos e seus apoiadores, em particular em período eleitoral, discretos.

Bush vai se tornando cada vez mais próximo do que foi representado nos trabalhos de Michael Moore.Seu governo catastrófico chegou ao ponto ,nesta semana que se encerrou , de ameaçar a economia mundial , como não se via desde a crise da Rússia e dos Tigres Asiáticos.Capa da ISTO É , matéria de destaque na VEJA e ÉPOCA , fantasma assombrando a economia do mundo em CARTA CAPITAL é o representante de um espólio que ninguém quer ser herdeiro.

Por fim vale destacar: a grande imprensa deu grande projeção a eleição cubana "de mentirinha"(segundo eles) ,eu pergunto: o que dizer do intrincado e confuso processo eleitoral americano que deu a vitória a Al Gore no último pleito mas que , matematicamente, apesar dos milhares de votos de vantagem ,acabou empossando George W. Bush , o senhor da guerra(segundo a Veja)?

Centrais lançam campanha pela redução da jornada no dia 11

Em reunião realizada por representantes das centrais sindicais no dia 28 de janeiro de 2007, na sede da Força Sindical, ficou definido que no dia 11 de fevereiro, às 10hs, será lançada a campanha pela redução da jornada de trabalho na Praça Ramos, centro da cidade de São Paulo. Na ocasião, será distribuído um panfleto explicativo sobre a campanha.
A centrais sindicais estão convocando suas bases para participar do ato e conclamam as entidades sindicais a se empenhar na coleta de assinaturas para a campanha que visa a redução da jornada de trabalho por meio “da aprovação da PEC 393/01 e demais iniciativas, incluindo metas graduais de redução até atingir 36 horas semanais, que tramitam no Congresso Nacional”, conforme explica o cabeçalho do abaixo-assinado.
Para o presidente da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil (CTB), Wagner Gomes, essa batalha é justa. “Em primeiro lugar, um menor número de horas trabalhadas significa melhor distribuição da riqueza produzida. É a idéia de menos horas de trabalho, mais gente trabalhando e obtendo renda — melhorando, assim, o acesso ao consumo. E, em segundo lugar, porque essa é uma forma de não ficarmos de fora dos benefícios proporcionados pelo crescimento da economia”, diz ele.
Papel do trabalho na economia
A experiência histórica indica que o aumento do valor ou a valorização da força de trabalho decorrente da redução da jornada a médio prazo é mais do que compensada pelo aumento da produtividade social do trabalho. “Trabalhando menos, o trabalhador torna-se mais produtivo e há outras vantagens sociais relevantes, uma vez que diminuem os problemas de saúde e acidentes do trabalho, além do tempo livre poder servir para a elevação do nível de educação e da qualificação profissional”, explica Wagner Gomes.
O presidente da CTB ressalta que salta aos olhos a necessidade de mudar o modelo econômico e a mudança começa pela adoção de uma nova filosofia em relação à classe trabalhadora, na qual a valorização do trabalho, e em particular a redução da jornada de trabalho, devem ser encaradas não como obstáculo mas como fonte de crescimento econômico e alicerce de um projeto nacional soberano. “O papel do trabalho na economia brasileira tem sido desempenhado de modo satisfatório. Temos, portanto, motivos de sobra para reivindicarmos mais direitos, lutar contra a precarização do trabalho e exigir a redução da jornada de trabalho sem a redução dos salários”, finaliza Wagner Gomes.

De São Paulo,Osvaldo Bertolino

Com informações do www.vermelho.org.br

domingo, 27 de janeiro de 2008

CTB lança novo endereço para sítio.


Já faz alguns dias ocorreu uma alteração no sítio da Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil. No embalo das vitórias no Sindicato dos Petroleiros do Ceará , dos Correios de São Paulo e da Federação dos Trabalhadores na Agricultura de Sergipe vale a pena conferir o novo endereço: http://www.ctbrasil.org.br/

UJS faz Plenária Municipal no embalo da 1ª Conferência Municipal de Juventude


Com data marcada para os dias 16 e 17 de fevereiro ,convocação e programação se preparando para ir à rua a União da Juventude Socialista aproveita para organizar sua presença na 1ª Conferência Municipal de Juventude em Jaboatão.A Conferência foi antecedida de 2 pré-conferências(Cavaleiro e Centro) com grande presença da UJS.

Para garantir um bom debate e potencializar a mobilização a entidade realiza plenária de seus principais ativistas no dia 9 de fevereiro as 14 horas na sede do PCdoB.

CARNAVAL: ENQUANTO ISSO NA SALA DE JUSTIÇA MANTÉM BOA TRADIÇÃO E É ATRAÇÃO AGRADÁVEL DO CARNAVAL RECIFENSE

Quem me conhece sabe que não sou propriamente um grande carnavalesco...mas ontem fui experimentar a sensação de estar no ENQUANTO ISSO NA SALA DE JUSTIÇA , fiquei impressionado: muito organizado , as pessoas se divertindo , um clima agradável e aconchegante num ambiente de um Centro de Convenções com o pavilhão climatizado.Muito bom!
Com shows muito legais e uma percussão para animar a platéia entre estes a festa foi alto astral:gente bonita,pessoas fantasiadas rementendo aos antigos bailes carnavalescos mas com muita atualidade nas músicas e nas atitudes , jovens majoritariamente se misturando com pessoas mais velhas , um ótimo serviço interno de comidas e bebidas,alegria contagiante e sem a violência que , infelizmente , tem caracterizado nosso estado.
No domingo de carnaval o bloco ENQUANTO ISSO NA SALA DE JUSTIÇA desfila também nas ladeiras de Olinda.
Depois de 5 horas de folia fica a vontade de estar em 2009 também na sala de justiça.

sexta-feira, 25 de janeiro de 2008

Votem Vermelho para melhor sítio de política do iBEST


O sítio http://www.vermelho.org.br/ concorre mais uma vez no Prêmio iBEST que terá votos computados na sua décima segunda edição até maio de 2008.O Vermelho conquistou o 1° lugar em 2004 e o 3 ° lugar em 2003 tendo ficado entre os 10 mais nas outras edições do prêmio.Em 2006 o 1° lugar foi ocupado por um sítio de direita e anti-comunista chamado Mídia sem Máscara que mobilizou em massa seus leitores.
Em 2008 solicitamos os votos dos amigos , filiados ou não ao PCdoB, para retomarmos a posição de 1° lugar para um sítio progressista e de esquerda.

COMO PARTICIPAR:

Para votar no iBest, o internauta precisa antes se cadastrar. Após fazer o cadastro, o iBest enviará para o e-mail da pessoa uma mensagem de confirmação do cadastro e, ao confirmar, o internauta então receberá uma nova mensagem com a senha que o habilita para a votação.

A Votação Popular escolherá, no período de 03/01/2008 a 09/05/2008, em fase única, os melhores sites dentre cada CATEGORIA. Cada internauta poderá votar em quantos sites quiser dentro da categoria, porém apenas uma única vez em cada candidato.

O Vermelho participa como site da categoria CIDADANIA e dentro dela na subcategoria POLÍTICA.

Além de votar, é importante que nossos apoiadores utilizem o e-mail, o Orkut e os meios que puderem para pedir aos conhecidos que também votem no Vermelho.

União contra a direita


Recomendamos àqueles que quiserem se engajar na campanha do Vermelho e também ajudar a diminuir a votação dos sites direitistas, que votem no Vermelho e também em sites amigos como o site do PT, Caros Amigos, Conversa Afiada, só para citar os que estão com mais chances na disputa. Desta forma, o percentual de votos dos sites de direita tende a diminuir.

Até o momento em que esta matéria foi publicada, o Mídia Sem Máscara liderava a corrida pelo prêmio iBest com 29% dos votos, em segundo lugar aparece o site Conversa Afiada, de Paulo Henrique Amorim, com 13% dos votos. O sites do DEM, PSDB e PT aparecem em seguida com 12%, 11% e 6% dos votos, respectivamente. O Vermelho, por enquanto, patina nos 5% dos votos. Mas a disputa ainda está no início e há tempo suficiente para virarmos o jogo.

Na categoria blogs de política, a disputa pela liderança já começou e está animada. O blog do jornalista Luis Nassif, que tem se mostrado bastante progressista, assumiu o desafio de superar em votos o blog do colunista da Veja, Reinaldo Azevedo. E está chegando lá. Em poucos dias, conseguiu sair dos 2% dos votos para 22%. Mas o direitista Azevedo ainda lidera com 24%. Pode perder a liderança em breve.

Em ano de eleições municipais, nada melhor que uma campanha antecipada na Internet para irmos afinando a disputa de idéias com os adversários da direita.

Para se cadastrar e votar, CLIQUE AQUI
Se você já está cadastrado, CLIQUE AQUI


Com informações do Portal Vermelho - http://www.vermelho.org.br/

quinta-feira, 24 de janeiro de 2008

JABOATÃO : CONFERÊNCIA DA IGUALDADE RACIAL ELEGE COORDENAÇÃO

Ontem ocorreu nas dependências da Secretaria Municipal de Cultura e Juventude do Jaboatão a reunião com as entidades da sociedade civil e representantes da prefeitura para eleger a coordenação da I Conferência da Igualdade Racial.Após acalorado debate foram eleitas 6 representações da sociedade civil que formatarão e discutirão a atividade.As representações eleitas foram:Maracatu Flor do Cajueiro , ong Pau-Brasil , representantes de 2 Centros Espiritas , UNEGRO e UBM - União Brasileira de Mulheres.

quarta-feira, 23 de janeiro de 2008

Novo Tesoureiro da UBES é jaboatonense






O companheiro Elton Gutemberg , 21 anos , é o novo tesoureiro da União Brasileira dos Estudantes Secundaristas - UBES. Elton é aluno do CEFET/Ipojuca , ex-presidente da União Jaboatonense dos Estudantes Secundaristas - UJES e atual presidente da União da Juventude Socialista - UJS/Jaboatão, membro do Comitê Municipal do PCdoB de Jaboatão e Tesoureiro da União Metropolitana dos Estudantes Secundaristas - UMES do Grande Recife.



Queremos aqui desejar boa sorte e dizer que temos a certeza que o mesmo cumprirá à altura esta tarefa.

JABOATÃO: CONFERÊNCIAS DISCUTIRÃO E ELABORARÃO POLÍTICAS PARA CIDADE.

O mês de janeiro tem movimentado Jaboatão dos Guararapes,2ª maior cidade do Estado de Pernambuco,na realização de reuniões que organizam as conferências municipais de Meio Ambiente , Juventude , Igualdade Racial e Segurança Pública.Os 4 eventos contam com a participação de militantes da UJS , UNEGRO e UBM local que estão representadas em todas as coordenações eleitas até agora.
A Conferência Municipal de Juventude teve sua data alterada na reunião da coordenação realizada ontem , ela ocorrerá nos dias 16 e 17 de fevereiro o que possibilitará uma maior mobilização dos jovens secundaristas e universitários que já terão retornado às aulas.
A Conferência da Igualdade Racial terá sua coordenação eleita hoje em reunião que contará com a presença dos militantes da UNEGRO , o prazo para sua realização é até meados do mês de abril.

Dois candidatos à presidência dos EUA defendem socialismo


Dois candidatos à Presidência dos Estados Unidos carregam a bandeira do socialismo em suas campanhas. Brian Moore, do Partido Socialista, e Róger Calero, do Partido dos Trabalhadores da América, dizem que são candidatos para defender um sistema justo.



Em ''Democracia na América'', texto clássico sobre os então jovens Estados Unidos, no século XIX, Alexis de Tocqueville afirmou que democracias como a americana ''não só não desejam revoluções como tem medo delas''. Pelo menos dois candidatos à presidência americana discordam do diagnóstico do mestre francês. Na campanha de 2008, Brian Moore, do Partido Socialista, e Róger Calero, do Partido dos Trabalhadores da América, carregam a bandeira do socialismo, uma causa que, ao contrário do que sugerem os resultados eleitorais recentes, tem tradição nos EUA.

Tanto Moore, um ativista da Flórida, quanto Calero, um jornalista de Nova Jersey, têm poucas chances de superar Eugene Debs, líder socialista que, por duas vezes (uma em 1912 e outra em 1920, quando concorreu preso) somou mais de 900 mil votos. Mesmo assim, eles concorrem para marcar posição.

''Uma das principais funções do Partido Socialista é preservar o ideal, demonstrar aos povos do mundo inteiro que nós precisamos ter um sistema mais justo'', diz Moore, que já tentou, sem sucesso, ser prefeito de Washington, senador e deputado pela Flórida.

Pela Constituição americana, o outro candidato socialista não poderia assumir a presidência nem se vencesse. O jornalista de 38 anos nasceu na Nicarágua e mora nos EUA desde 1985 na condição de ''estrangeiro residente'', não é cidadão americano – só americanos natos estão qualificados para o cargo. ''Os requisitos (da Constituição) podem mudar. Não é só uma questão para mim, é uma questão dos direitos de milhões de estrangeiros de poder votar e se candidatar.''

Os dois sabem que, nem na melhor das hipóteses, estarão nas cédulas de mais da metade dos 50 estados. Pela lei, o registro na ficha de votação é feito estado a estado, e as regras vão do liberal ao restritivo. Em estados como o Tennessee, com menos de 300 assinaturas de eleitores é possível incluir o nome do candidato. No Texas, são necessárias mais de 50 mil. Moore espera entrar nas cédulas de 20 estados; Calero, em pelo menos 12. Nesta fase, de início da campanha, os candidatos menores dependem de voluntários e contribuições para organizar os abaixo-assinados e pagar, onde necessário, as taxas de inscrição.

''Tenho que conseguir dinheiro com amigos, parentes e integrantes do partido. Mas, geralmente, eles não têm muito dinheiro. O que eu faço é colocar meu site à disposição e esperar a resposta daqueles simpáticos ao movimento antiguerra e à criação de um sistema nacional de saúde'', diz Moore, que vê como sua grande adversária ''uma elite de 5%'' que se mantém graças ao trabalho dos ''outros 95%''.

Experiência latino-americana

Os dois candidatos têm ligações profundas com problemas latino-americanos. Depois de abandonar um seminário na Califórnia, por divergências políticas com um bispo, Moore participou de trabalhos sociais na região dos anos 60 em diante, inclusive no Brasil, e arranha o português. Quando busca um modelo, o ativista olha para o sul, mais precisamente para o Mar do Caribe. ''Os EUA deveriam ser mais como Cuba'', afirma, ao elogiar o sistema de saúde e o status dos trabalhadores da ilha governada pelos irmãos Castro.
Calero, nicaragüense, já teve problemas com a imigração americana. Em 2002, foi preso no aeroporto de Houston, no Texas, quando os agentes checaram seu histórico: em 1988, quando ainda era estudante secundário, ele foi condenado pela Justiça por vender maconha em Los Angeles. O fato, que, de acordo com os ativistas que se mobilizaram para defendê-lo, já era conhecido há anos pelas autoridades, quase custou a deportação do jornalista. ''É o tipo de coisa que eles fazem com milhões, é só um reflexo da luta dos imigrantes pelo direito de viver e trabalhar nos EUA'', afirma.

Na última tentativa de ser presidente, há quatro anos, Calero somou 10.795 votos a frente do mesmo Partido dos Trabalhadores da América. O partido de Brian Moore, o Socialista, ficou um pouco acima, com 10.822. Ambos acreditam no potencial de realização de suas expectativas.

''A perspectiva para uma mudança revolucionária é muito grande aqui nos EUA, será uma mudança que virá de nossas próprias lutas'', avalia Calero. Moore não só confia no sucesso de sua causa, como se arrisca a imaginar as ações do primeiro presidente socialista, no primeiro dia de governo: sair do Iraque, fechar as bases no exterior, abolir as agências de inteligência (''a começar pela CIA''), garantir acesso gratuito à saúde e à educação e acabar com a ''mentalidade do cowboy, de vencer a qualquer custo''.

FONTE: www.vermelho.org.br

segunda-feira, 21 de janeiro de 2008

FIDEL É REELEITO DEPUTADO EM ELEIÇÕES GERAIS DE CUBA


Dia 19 de janeiro realizaram-se as eleições parlamentares de Cuba,votaram no processo 6 milhões e 300 mil pessoas que elegeram os mais de 600 parlamentares daquele país , entre eles Fidel Castro e Raul Castro.Em breve a Câmara se reunirá para indicar o nome para presidente da República de Cuba.

As especulações da possibilidade de Fidel não voltar ao cargo são muitas devido ao seu frágil estado de saúde.

Desenho dos Smurf gera debate sobre comunismo e feminismo



A colônia dos Smurfs azuis supostamente é a concretização perfeita do
comunismo que deu certo, com Papai Smurf, com barba branca e calças vermelhas,
simbolizando Karl Marx. Mas onde estão todas as garotas?

R. Jay
Magill Jr. Em Berlim



Tra-la-la-la-la-la, la-la-la-la-la. Vida livre, música e cogumelos. Para
muitos, os Smurfs são a concretização perfeita da utopia de Marx e Engels.

O dinheiro não significa nada na sociedade Smurf de 100 pessoas, onde a
propriedade pertence a todos e não há moeda. O trabalho comunitário é realizado
junto. As divisões de trabalho são claras: Habilidoso (comerciante), Fazendeiro
(planejamento agrícola), Gênio (intelligentsia), Harmonia (as artes) e assim por
diante.

Todo mundo é igual, até mesmo na idade: ativos 100 anos (exceto,
Papai, a suposta personificação de Karl Marx; ele tem 542). Apenas o maligno
feiticeiro Gargamel e seu gato Cruel -considerados agentes do capitalismo
global- podem perturbar a bem-aventurança socialista da sociedade.

Só há
um problema neste utopia marxista -onde estão todas as mulheres? Até agora, o
refúgio coberto de musgo contava com apenas uma garota proeminente: a Smurfete,
com seu cabelo loiro esvoaçante, salto alto e movimentos femininos. (Apesar de
ninguém se lembrar delas, havia na verdade três mulheres Smurfs, segundo a
enciclopédia online Wikipedia.)

Mas agora tudo vai mudar. Um novo filme
dos Smurfs, o primeiro de uma trilogia, apresentará uma população estrangeira ao
reduto dos baixinhos: mulheres.

"Ocorreram grandes mudanças nos valores
socioculturais nos últimos 20 a 25 anos", disse Hendrik Coysman, chefe da
International Merchandising Promotion & Services, a empresa que é dona dos
direitos dos Smurfs, em uma coletiva de imprensa em Bruxelas, na segunda-feira.
"Uma delas foi a valorização das mulheres." Coysman prosseguiu: "Haverá uma
maior presença feminina na vila dos Smurfs, e isto, é claro, será uma base para
novas histórias. Isto provavelmente virará de cabeça para baixo certas situações
tradicionais dentro da vila".

Malgorzata Tarasiewicz uma especialista em
política da União Européia e gênero e diretora do Fórum Feminista Europeu, com
sede em Amsterdã, acha que os Smurfs podem dar o exemplo. "Mesmo no mundo dos
Smurfs é aceito o que muitos políticos e outros tomadores de decisões ainda não
querem entender: que as mulheres necessitam de igualdade e representação igual",
ela disse à "Spiegel Online" na sexta-feira. "Se tornou um fato difícil de
ignorar, o de que as mulheres estão mais visíveis na esfera pública, na mídia e
nos negócios -a ponto de até contos de fadas precisarem refletir este importante
desenvolvimento da civilização."

A International Merchandising está
celebrando o 50º aniversário dos Smurfs em 2008 com um "Feliz Dia Smurf", que
ocorrerá durante todo o ano. Coletivas de imprensa em Berlim, Bruxelas e Paris,
uma exposição, um dirigível Smurf gigante, um site e uma parceria com a Unicef
-que compartilhará dos lucros- tudo faz parte da comemoração.

Detalhes
de um futuro filme e outras surpresas estão sendo mantidos sob sigilo na
International Merchandising. Mas se sabe que o retorno dos Smurfs às telas, em
um desenho animado por computador em 3D com lançamento previsto para novembro de
2008, está sendo desenvolvido pela unidade Nickelodeon Films da Paramount
Pictures, produzido por Jordan Kerner ("A Menina e o Porquinho", "Inspetor
Bugiganga").

E com rumores de que o filme dos Smurfs contará com as
vozes de algumas das mulheres mais talentosas de Hollywood, incluindo Sally
Field, Lucy Liu, Julia Sweeney, Jessica Simpson e Marisa Tomei, as coisas estão
prestes a ficar muito mais modernas na casa de cogumelo.

Fonte: Der
SpiegelTradução: George El Khouri Andolfato / UOL Mídia Global




sábado, 19 de janeiro de 2008

NOVA VITÓRIA DA CTB: FETAG/SERGIPE

Em Sergipe, as correntes sindicais ligadas a CTB elegeram, pela primeira vez na história da Fetag estadual, uma mulher para a presidência da entidade. Maria Lúcia Santos Moura, que já era diretora de mulheres da federação, foi eleita pela chapa 2 com 57% (219 votos) do total de votos válidos.
Já a chapa 1, constituída majoritariamente por membros da Articlução Sindical (ArtiSind) - corrente que dirige a CUT, obteve 42% (163 votos). O Congresso que elegeu a nova diretoria do sindicato credenciou 389 delegados, contando com 382 votos válidos.
Mária Lúcia registrou que o avanço nas conquistas de espaços políticos pelas mulheres nos últimos anos foi um dos responsáveis pela sua eleição histórica. "As mulheres estão aparecendo a cada dia mais em novos espaços tardicionalmente masculinos da política. Essa inversão da invisibilidade, de que ainda somos vítimas, é um trabalho de muito tempo e vem mostrando resultados", afirmou ao Vermelho.

Sobre os motivos que levaram à vitória de sua chapa, a liderança - que também é membro da CSC - explica que "em quatro anos foi construída uma política na federação que não favorecia o trabalhor rural, o que fizemos foi questionar essa política - onde as decisões não levavam em consideração as opiniões da base - apresentando propostas democráticas e a luta pela unidade. Acredito que isso deu confiança aos trabalhadores na nossa chapa."

Sobre os desafios, Maria Lúcia diz que são muitos. "Nosso principal desafio é conseguir terra e crédito para os trabalhadores e trabalhadoreas rurais. Precisamos também consolidar boas políticas públicas já implementadas no campo e apresentar novas propostas que cheguem atés os governos. Hoje as coisas estão acontecendo muito mais na cidade e precisamos fazer com que o campo seja ouvido e atendido. Enfim, são muitos os desafios", suspira.

O Congresso da Fetag iniciou nesta terça (15) e terminou nesta sexta (18). O governador do Estado, Marcelo Déda (PT), o prefeito de Aracaju, Edvaldo Nogueira (PCdoB), o Ministério do Desenvolvimento Agrário, entre outros inúmeros prefeitos, vereadores e parlamentares deram o tom da importância e representatividade que a Fetag-SE tem hoje no cenário nacional. Com a vitória de Sergipe, a CSC, que já é maioria em outras fetag's estaduais, saíu reforçada para as dipsutas da Confederação Nacional dos Trabalhadores na Agricultura (Contag), dirigida majoritariamente pelos petistas da ArtiSind e também filiada à CUT.

- Federação dos Trabalhadores na Agricultura de SE

Eleições congressuais

Chapa 1 (ArtiSind) - 163 votos
Chapa 2 (CSC) - 219 votos

Total de votantes 382 de 389 delegados

FONTE: www.vermelho.org.br

MANIFESTO COMPLETA 100 ACESSOS EM 20 DIAS

Hoje,19 de janeiro , nosso blog completa 20 dias no ar e 100 acessos até o momento.Gostaríamos de agradecer a todos que tem lido nossos comentários , notícias e reproduções destas.Para nós, escrever é um grande prazer e poder compartilhar opiniões é um prazer maior ainda.Esperamos em breve estar comemorando meses de blog e muitos e muitos mais acessos.
Muito obrigado e hoje , mais tarde , temos mais notícias.

Thiago Modenesi

Presidente Lula promete MP para Piso Salarial


O Presidente Lula poderá enviar uma Medida Provisória ao Congresso Nacional até o mês de maio, estabelecendo o Piso Salarial Nacional para educadores. A possibilidade de editar uma MP foi colocada pelo Presidente a representantes da Educação e à uma Delegação de 21 representantes de entidades da América Latina, Europa e Estados Unidos do setor de educação presentes no 30º Congresso Nacional da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação (CNTE) durante audiência nesta sexta-feira.

FONTE:CNTE

XXX CONGRESSO DA CNTE - 2º DIA

Em seu segundo dia(18/1) o congresso aprovou o regimento eleitoral e seguiu para o painel de política sindical com representantes da CSD,CONLUTAS,INTERSINDICAL,CUT e CTB.Destacou-se no debate a intervenção do membro do Comitê Central do PCdoB ,Altamiro Borges que representava a CTB , único palestrante que escapou do debate superficial de qual a central para a CNTE estar filiada.Colocando o quadro da evolução do trabalho com a retomada do desenvolvimento apresentou,entre outros pontos,desafios ao movimento sindical frente ao Governo Lula como o de aumentar a pressão , não cair no esquerdismo e lutar pela unidade dos trabalhadores.Altamiro destacou ainda o aumento da democracia e da taxa de sindicalização durante o atual governo e que a CTB não foi criada como entidade de oposição a este.

sexta-feira, 18 de janeiro de 2008

CTB VENCE PRIMEIRA ELEIÇÃO SINDICAL DEPOIS DA SUA CRIAÇÃO


O Sindicato dos Trabalhadores na Empresa dos Correios e Telégrafos do Estado de SP representou a primeira vitória das forças que compõe a CTB desde a fundação da entidade.Com 1799 a chapa da Corrente Sindical Classista - CSC que participa da CTB venceu o pleito , seguida da chapa do PSTU/Conlutas com 1409 votos e outras chapas representando CUT ,UGT , Força e Nova Central com votações menores .
Eleições diretas

Chapa 1 (Força Sindical) - 719 votos
Chapa 2 (Conlutas) - 1409
Chapa 3 (CTB) - 1799
Chapa 4 (PCO) - no processo se retirou
Chapa 5 (CUT) - 662
Chapa 6 (UGT) - 860

Total de 5941 votantes

Febre amarela: irresponsabilidade da mídia faz mal à saúde

Nesta semana, foram internadas em Brasília as duas primeiras vítimas de overdose de manipulação da mídia. Um jovem de 20 anos foi internado com hepatite e uma mulher foi atendida em um hospital com choque anafilático após tomarem mais de uma dose da vacina da febre amarela. A informação é do DFTV.
O blog "Vi o Mundo", do jornalista Luiz Carlos Azenha, recebeu uma carta do médico Pedro Saraiva na qual ele aponta os exageros da mídia em relação aos casos de febre amarela como um dos responsáveis pelo clima de histeria e desinformação que tomou conta de setores da sociedade, levando várias pessoas a procurarem os postos de vacinação mesmo sem necessidade e em alguns casos colocando em risco a vida destas pessoas, como aconteceu com as duas vítimas do Distrito Federal.

Veja a carta do médico no link:http://www.viomundo.com.br/voce-escreve/dr-pedro-saraiva-colunista-cometeu-exercicio-ilegal-da-medicina/

FONTE: www.vermelho.org.br

XXX CONGRESSO DA CNTE: MAIS DO 1 º DIA

Ontem participamos do 1º dia do XXX Congresso , em sua abertura a entidade defendeu a defesa da integralidade dos recursos da educação , estiveram presentes diversas representações do movimento social como o representante da UNESCO no Brasil , Vincent Defourny , o representante da CUT João Felício e Secretário-geral adjunto do Ministério da Educação Carlos Chagas que representou o Ministro Fernando Haddad .
As entidades prometeram reagir a qualquer corte nos recursos da educação devido ao fim da CPMF.

quinta-feira, 17 de janeiro de 2008

XXX CONGRESSO DA CNTE - 1° DIA

Hoje chegamos a Brasília.Após sermos hospedados no Hotel Nacional fomos encaminhados para solenidade de abertura do XX Congresso da CNTE , marcada por homenagens a personalidades e lideranças parceiras na área da educação e a intervenção de saudações da presidente da entidade.
Em seguida deu-se início a primeira palestra do Professor Gaudêncio Frigotto e a aprovação do regimento do congresso.
Amanhã se desenrolarão os grupos de debate , aprovação do regimento eleitoral e a reunião da bancada da Corrente Sindical Classista.Se o tempo permitir postaremos algumas fotos.

quarta-feira, 16 de janeiro de 2008

XXX Congresso da CNTE


A partir de amanhã(17/1) até domingo (20/1) estarei postando do Congresso da Confederação Nacional dos Trabalhadores em Educação - CNTE em Brasília onde estarei participando como delegado eleito pelo Sintepe - Sindicato dos Trabalhadores em Educação em Pernambuco.

Manteremos nossas atualizações diárias e aproveitaremos para dar notícias do evento.

HQ: DC Comics comemora 70 anos de publicação no Brasil


A DC(Dectetive Comics), casa de diversos personagens icônicos dos quadrinhos como Superman , Batman , Mulher -Maravilha entre outros ,comemora 70 anos de publicação no Brasil , a primeira história publicada por aqui foi do Superman na extinta revista A Gazetinha n°445 de dezembro de 1938, pouco depois do surgimento do personagem nos EUA na revista Action Comics n°1.

Para comemorar o evento a Panini Comics ,editora que atualmente detem os direitos destes personagens em nosso país,anunciou hoje uma longa lista de lançamentos e uma logomarca comemorativa à data.

Entre os lançamentos está a Coleção DC 70 anos em 6 volumes,Bibiloteca Histórica DC,o encontro Batman/Spirit e a republicação com extras do especial Batman:O Longo Dia das Bruxas.

Incluindo mais um blog:leiam o DIZDIZENDO,vale a pena!

Navegando na net encontramos boas opções tanto para informação mas também para o entretenimento.Asim é o Blog DIZDIZENDO mantido pela amiga Potyra , original no conteúdo com muitos pensamentos , poesias e reflexões ora divertidas,ora profundas.
Vale conferir: www.dizdizendo.blogspot.com

terça-feira, 15 de janeiro de 2008

Cinema:O ANO EM QUE MEUS PAIS SAÍRAM DE FÉRIAS mais próximo do Oscar


A Academia de Arte e Ciências Cinematográficas divulgou hoje a primeira preleção dos filmes que disputarão a vaga no Oscar 2008 de Melhor Filme Estrangeiro.Dos 63 filmes propostos aconteceu um afunilamento para 9 , o anúncio oficial dos 5 candidatos finais será feito no dia 22 de janeiro.

Entre os 9 figura a produção brasileira de Cao Hamburguer O Ano em que Meus Pais Saíram de Férias , uma belíssimo filme que retrata a ausência de seus pais afastados pela ditadura militar.

A relação completa dos 9 filmes foi:“The counterfeiters”, de Stefan Ruzowitzky (Áustria) “Days of Darkness”, de Denys Arcand (Canadá) “Beaufort”, de Joseph Cedar (Israel) “The Unknown”, de Giuseppe Tornatore (Itália) “Mongol”, de Sergei Bodrov (Cazaquistão) “Katyn”, de Andrzej Wajda (Polônia) “12”, de Nikita Mikhalkov (Rússia) “The Trap”, de Srdan Golubovic (Sérvia).


Com informações do portal G1.

Sítio hospeda HQs nacionais para publicação on-line


O novo sítio Super HQ entrou hoje no ar com o propósito de hospedar histórias em quadrinhos nacionais dos mais diversos gêneros.O projeto é gerenciado por Daniel Vardi e as hqs disponibilizadas no formato pdf.

A história de estréia é IRMÃOS DE SANGUE , roteirizada por Fábio Ramos com desenhos de Carlos Brandino em 2o páginas em preto e branco.O sítio propõe ainda que os leitores que quiserem contribuir com o projeto podem depositar quantias mediante contato com o e-mail hq@superhq.com.br como pagamento pela leitura e incentivo ao mesmo.

Cinema:Caçador de Pipas proibido no Afeganistão


O governo do Afeganistão proibiu a importação e a exibição do filme "O Caçador de Pipas", que conta a história da problemática relação de amizade entre dois garotos afegãos, alegando que a obra poderia incitar a violência.
No ano passado, o estúdio norte-americano responsável pela produção --baseada no best-seller de 2003 do autor Khaled Hosseini-- foi obrigado a retirar do Afeganistão as três jovens estrelas do filme antes da estréia para protegê-las de eventual retaliação.

A Paramount Vantage lançou o filme no mês passado, após atrasos devido a cuidados extraordinários envolvendo a representação no filme de um estupro, além de outras cenas de conflito entre membros das tribos pashtun e hazara.
Segundo Latif Ahmadi, chefe da agência estatal de filmes do Afeganistão, a proibição ocorreu "porque algumas de suas cenas são questionáveis e inaceitáveis para algumas pessoas e poderiam causar problemas para o governo e a população".
"O Caçador de Pipas" mostra a evolução da sociedade afegã no decorrer de três décadas, desde antes da invasão soviética até a ascensão da milícia Taleban, concentrando-se na amizade entre Amir, filho de um rico pashtun, e Hassan, filho de um empregado do pai de Amir.

Fonte:Reuters

segunda-feira, 14 de janeiro de 2008

Persépolis - animação adulta que tem abocanhado prêmios


O longa-metragem francês Persépolis adapta a história em quadrinhos do mesmo nome para as telas de cinema contado a história de sua autora Marjane Sartrapi e as diversas fases de sua vida a partir dos 8 anos de idade em Teerã no ano de 1978.

Marjane sonha em ser uma profetisa do futuro, para assim salvar o mundo. Querida pelos pais cultos e modernos e adorada pela avó, ela acompanha avidamente os acontecimentos que conduziram à queda do xá e de seu regime brutal. A entrada da nova República Islâmica inaugura a era dos “Guardiões da Revolução”, que controlam como as pessoas devem agir e se vestir. Marjane, que agora deve usar véu, sonha em se transformar numa revolucionária. Pouco depois, a cidade é bombardeada durante a guerra contra o Iraque. Com as restrições impostas pelo conflito e o desaparecimento rotineiro de membros da família e entes queridos, a repressão torna-se cada dia mais severa. Como o ambiente fica a cada dia mais perigoso, a rebeldia de Marjane sugere um grave problema. Seus pais decidem mandá-la para a Áustria, para sua própria proteção. Em Viena, Marjane vive outras revoluções aos 14 anos: adolescência, liberdade e o peso do amor mas, além de toda a também excitação, vem também a sensação de exílio e solidão e o gosto amargo de estar à margem da sociedade.

Com produção francesa e desenhos da própria Marjane tem ganho prêmios e indicações por todos os principais festivais de cinema do mundo com possiblidades de chegar até a uma indicação ao Oscar de melhor filme estrangeiro.

O filme tem estréia prevista para fevereiro no Brasil.

BBB - queda da audiência mostra um público que não quer mais do mesmo.


A oitava edição do Big Brother Brasil dá claros sinais do esgotamento deste formato de programa.Baseado em intrigas e na idolatria do homem/mulher perfeitos e apoiado na disseminação da apologia ao uso excessivo de bebidas o BBB vai perdendo seu público.

Segundo pesquisa no primeiro dia da nova edição conseguiram ocupar o segundo pior Ibope do Programa desde a criação do BBB.

Há , com certeza,espaço na Televisão Brasileira para programas mais legais que não tenham que ser piegas nem enlatados em formatos presos a nacionalismos exacerbados.É possível um bom equilibrio nas grades de programação entre o nacional e o gringo.

Exemplo de qualidade nos programas nacionais é o seriado MANDRAKE exibido na HBO por assinatura que ,ao seu lado , veicula excelentes séries norte-americanas(Carnivale,Sex and the City,Família Soprano).

Está na hora deste equilíbiro alcançar os canais abertos que precisam de mudanças seja em função do fenômeno digital ou do aumento da internet, mas também para agradar um público ávido por qualidade.

domingo, 13 de janeiro de 2008

Orlando Silva faz balanço do ano de 2007 a frente do Ministério dos Esportes


Em matéria veiculada na coluna Tendências e Debates da Folha de São Paulo de hoje e reproduzida no portal Vermelho o Ministro Orlando Silva faz um belíssimo balanço do que foi o ano de 2007 para o esporte brasileiro.Um ano de muitas conquistas e avanços ,alguns na estrutura física que permitem-nos sonhar com a copa e os jogos olímpicos no Brasil.


Leia abaixo a íntegra do artigo do ministro:






Orlando Silva Jr: "O ano em que torcemos juntos"



Cinco meses depois da festa, uma pesquisa do Ibope revelou que 81% da população brasileira com mais de 16 anos considerou os Jogos "bem organizados" e 73% avaliaram que os recursos utilizados para promovê-los foram "bem aplicados".
O esforço se refletiu nas arenas esportivas, onde nossos atletas conquistaram o maior número de medalhas nesse certame: 157 no Pan (terceiro no ranking) e 228 no Parapan, valendo a primeira colocação.
Tamanho sucesso nos conferiu não apenas muita experiência, mas a certeza de que somos capazes de assumir eventos esportivos de tal monta, reforçando os argumentos de trazer para o Brasil a Copa do Mundo de 2014 e de disputar, com boas chances, a sede dos Jogos Olímpicos de 2016.
Ainda no primeiro semestre de 2008, estaremos envolvidos na campanha para sediar os Jogos Olímpicos de 2016 no Rio de Janeiro. Ao mesmo tempo, o governo federal começa a preparar o país para a Copa de 2014. Vamos planejar os investimentos, e o PAC (Programa de Aceleração do Crescimento é um excepcional ponto de partida. A registrar um importante detalhe: tudo o que for investido ficará no Brasil. Mas, vamos falar um pouco mais de 2007 – afinal, não apenas os grandes eventos marcaram o ano.
A vigência da Lei de Incentivo ao Esporte marcou uma mudança importante na vida esportiva nacional, ao permitir investimentos em eventos esportivos equivalentes a 1% do Imposto de Renda devido por pessoas jurídicas e 6% do que é devido por pessoas físicas. Até dezembro, o Ministério do Esporte recebeu 617 projetos, dos quais 32 estão autorizados a captar R$ 84.068.140,24. Com tais recursos será possível realizar competições cada vez melhores, incentivar nossa juventude à prática esportiva e formar novos atletas.
Também em 2007, a Timemania saiu do papel. Antigo anseio do mundo do futebol, nessa etapa inicial, ela recebeu grande adesão dos clubes, uma vez que promove o saneamento financeiro por meio de um acerto fiscal que lhes permite adotar medidas modernas de gestão e financiamento.
O ano de 2007 trouxe ainda bons resultados aos programas sociais do ministério. Um dos destaques é o Segundo Tempo, que atende crianças e jovens do ensino fundamental e médio de escolas públicas oferecendo atividades esportivas, além de reforço escolar e alimentar no contraturno das aulas. A meta é colaborar para a inclusão social, o bem-estar físico, a promoção da saúde e o desenvolvimento intelectual e humano, além de assegurar o exercício da cidadania. Em 2007, foram destinados ao Segundo Tempo R$ 112,8 milhões.
O esporte como lazer também fez parte de nossas preocupações. Em 2007, cerca de 2 milhões de cidadãos de diversas faixas etárias se beneficiaram do Programa Esporte e Lazer na Cidade, distribuído em 618 núcleos de 400 municípios.
Outros programas relevantes – entre eles, citamos o Pintando a Liberdade e o Pintando a Cidadania, que levam uma alternativa profissionalizante a detentos e jovens em situação de risco social por meio da produção de materiais esportivos – também foram beneficiados.
Nunca é demais falar das vantagens do Bolsa-Atleta, que assegura renda fixa àqueles que não têm patrocínio, mas apresentam bom desempenho em provas nacionais e internacionais. Dar ao esportista tranqüilidade para treinar e dedicar-se ao seu aperfeiçoamento é o grande objetivo do programa, cujo mérito foi reconhecido pelo presidente da República ao ampliar seus recursos em R$ 13,2 milhões, beneficiando mais 1.141 atletas.
Em 2007 o programa contou com um total de R$ 26,4 milhões de investimentos, atingindo 2.172 atletas, sendo 25% paraatletas. O resultado é o que se viu no Pan e no Parapan: 103 bolsistas de várias modalidades subiram ao pódio.
Finalmente, porém não menos importante, foram os investimentos em praças esportivas: em 2007, o Ministério do Esporte autorizou a Caixa Econômica Federal a contratar 1.478 obras de infra-estrutura para construção ou reforma de ginásios, quadras e estádios. O que poderia ser apenas motivo de orgulho não nos basta. Ao contrário, serve como um grande incentivo. Em 2008, trabalharemos em dobro para manter o brilho nos olhos de cada torcedor brasileiro.



Orlando Silva Jr. é ministro do Esporte
Texto originalmente publicado na edição deste domingo (13/1) da Folha de S.Paulo

Adicionando um novo blog , vale a pena conferir o KAPOW!


Na minha relação de links estou incluindo o blog KAPOW que saiu por um bom tempo como coluna do sítio da http://www.heroi.com.br/ e volta agora neste formato.O blog é escrito pelo editor da revista SET que trata sobre cinema , TV e quadrinhos, o Roberto Sadovski.

Nas atualizações de janeiro fala da nova coletânea de Conan publicada nos EUA , do filme EU SOU A LENDA estrelado por Will Smith e ,claro,da edição de janeiro da revista SET , vale a pena conferir.

Governo Federal democratiza a construção das políticas públicas.


É prática da atual gestão , em seus 2 mandatos , a execução de Conferências Nacionais temáticas para aprofundar , criar ou até mesmo alterar políticas públicas , de 2003 até 2007 foram realizadas 43 destas Conferências sendo que 17 delas com assuntos pela primeira vez abordados neste formato.


Quase todas antecedidas de etapas estaduais e municipais acabaram por funcionar como um grande Orçamento Participativo de propostas para um país melhor e ,por serem específicas,aprofundaram temas importantes na assistência social , meio ambiente , esporte , política para as mulheres , educação entre muitos outros.Não destinavam verbas mas formatavam as políticas para onde estas irão.


O governo Lula acerta ao encaminhar este formato de debate , permite a oxigenação das opiniões e a participação de largos setores da sociedade brasileira , bem como de seus setores organizados.


Em 2008 já estão previstas as Conferências Nacionais de Juventude , Igualdade Racial e Segurança Pública.A de juventude ocorrerá em sua etapa municipal de Jaboatão nos dias 9 e 10 de fevereiro e conta com Comissão organizadora formada pela União da Juventude Socialista - UJS ,União Jaboatonense dos Estudantes Secundaristas - UJES e ENJUNE , a Conferência Estadual ocorre no fim de março.A de Igualdade Racial tem até maio para ocorrer e a de Segurança Pública tem debate nesta semana no auditório da Secretaria de Saúde de Jaboatão.


sábado, 12 de janeiro de 2008

Mino Carta , figura corajosa e com força nas opiniões.


Quero aqui recomendar o Blog do Mino Carta , jornalista que hoje é editor da revista Carta Capital , o que há de melhor no mercado editorial brasileiro de informações.No seu blog Mino Carta discorre sobre política , religião ,atualidade e mantém uma linhagem progressista não engajada.
Destaco os últimos comentários sobre a entrevista do Zé Dirceu à revista Piauí , a matéria sobre a parcialidade da mídia brasileira no resgate promovido por Chavez e os comentários sobre os textos do Papa Bento XVI.
Muito bonito visualmente,obviamente bem escrito e dinâmico no seu conteúdo é uma excelente pedida para quem está a procura de boas opiniões e informações.

Libertação de reféns das FARC repercute e enfraquece presidente da Colômbia.

A libertação de duas reféns pelas Farc (Forças Armadas Revolucionárias da Colômbia) nesta quinta-feira (10) enfraquece a imagem do presidente colombiano Álvaro Uribe no cenário internacional. Essa é a avaliação do professor Gilberto Dupas, coordenador-geral do Grupo de Conjuntura Internacional da USP e presidente do Instituto de Estudos Econômicos e Internacionais. “Em linhas gerais, eu diria que Uribe dá sinais de fraqueza”.
A ex-candidata à vice-presidência da Colômbia, Clara Rojas, e a ex-deputada Consuelo Gonzáles de Perdomo, foram soltas pela guerrilha após meses de negociações que tiveram a intermediação do presidente venezuelano Hugo Chávez e da senadora colombiana da oposição Piedad Córdoba, com o aval do governo de Uribe.
Para o professor Dupas, a aproximação de Chávez com as Farc "irrita profundamente" o presidente Álvaro Uribe. Por outro lado, avalia, a comunidade internacional exerce forte pressão para que o mandatário colombiano seja bem-sucedido na soltura dos reféns da guerrilha.
“O Uribe está em maus lençóis nesse aspecto, porque se ele radicaliza, a comunidade internacional, que sempre gosta de posar de humanitária, muito mais do que praticar o humanitarismo, cria problemas para ele, acusando-o de radicalizar e prejudicar a vida dos reféns”, explica.
Essa foi a segunda tentativa de libertação. Na primeira, entre novembro e dezembro do ano passado, as Farc suspenderam a entrega das reféns. A guerrilha alegara que o exército colombiano estava realizando manobras militares na região em que Rojas e Gonzáles seriam soltas.
Na avaliação de Dupas, os Estados Unidos ficaram "muito quietinhos" no processo de negociação por não "saber bem como se posicionar". “Se ficar o bicho come, se correr o bicho pega”.
Coisas da vida: o governo norte-americano elogiou, de maneira tímida e por meio de um porta-voz, os "bons ofícios" prestados por Hugo Chávez na libertação dos reféns.

Em entrevista a Diego Salmen, do Terra Magazine, Dupas analisa os bastidores da
libertação das reféns, explica qual o papel de Brasil e França no imbróglio e
fala sobre o impacto da iniciativa das Farc na imagem internacional dos
presidentes Chávez e Uribe.


Qual o papel de Hugo Chávez nessa libertação?
Essa é uma questão complexa porque, em primeiro lugar, ela tem a ver com o espaço que o Chávez ocupa hoje no ideário político da América da Sul. Para além da importância da Venezuela como terceiro maior país da América do Sul, e para além da importância fundamental que a Venezuela tem para a união das nações sul-americanas, por aquilo que ela pode dar de contribuição geral de sinergias econômicas, a figura do Chávez é uma figura singular. Ele basicamente explora um espaço que sempre existirá na América do Sul e na América Latina, que é o espaço da esquerda mais radical, voltada ao tema fundamental da exclusão e da pobreza, um tema evidentemente de ecos muito profundos na América Latina. Esse espaço foi ocupado num primeiro momento por Fidel Castro, em Cuba, e nesse momento Chávez o explora com relativa competência, às vezes cometendo excessos que causam embaraços nos seus aliados, outras vezes cavalgando sozinho um espaço que é relativamente virgem e que sempre existirá por razões muito compreensíveis e justificadas na América Latina.
Certo.Isto é para tentar explicar um pouco a razão da figura de Chávez e porque ele encontra com seu discurso ecos importantes em geral como um libertário, como um retomador de teses mais radicais, inclusive de polarização com os Estados Unidos.
Então o fato então dele ser um presidente mais à esquerda, com aspirações socialistas, facilitou a negociação com as Farc?
Eu acredito que tem um jogo de poder um pouco mais complicado. Em primeiro lugar, está a complexidade da relação entre Colômbia e América do Sul. A Colômbia foi e é ainda a exceção com relação ao alinhamento norte-americano na América do Sul. Há cinco, seis anos atrás, estava pronto um acordo de livre-comércio com os Estados Unidos - do qual participava inclusive a Venezuela - que acabou sendo dinamitado pela saída de Chávez, o que foi bom até para a América do Sul. Isso deixou a Colômbia num isolamento bastante relativo. O Uribe é uma figura carismática e populista também, eles (Chávez e Uribe) guardam certas semelhanças, embora isso pareça contraditório. E, de alguma fora, as relações entre Colômbia e Venezuela são relações paradoxais. De um lado esse gesto das Farc em direção a Chávez obviamente irrita profundamente Uribe, e inclusive permite a Uribe reclamar de intervenções de Chávez no seu território. Por outro lado, a comunidade internacional pressiona muito o Uribe com relação ao problema dos reféns da guerrilha. As Farc hoje são um movimento complexo, que mistura desde movimentos libertários genuínos até conexões com o narcotráfico, e tem também uma lógica política bastante complicada. O Uribe está em maus lençóis nesse aspecto, porque se ele radicaliza, a comunidade internacional - que sempre gosta de posar de humanitária, muito mais do que praticar o humanitarismo - cria problemas para ele, acusando-o de radicalizar e prejudicar a vida dos reféns. Por outro lado, Uribe, cedendo espaço em seu território para uma ação do Chávez, evidentemente perde popularidade, perde poder, no seu próprio país.
O sucesso na libertação dos reféns pode ser considerado uma derrota política para Uribe?
Não gosto de colocar as coisas de maneira maniqueísta, porque é mais complicado. Eu diria que isso mostra para a comunidade internacional que Uribe, apesar de sua rigidez, é tão movido por sentimentos humanos e humanitários em relação aos reféns que até daria essa "colher de chá" ao Chávez. Essa é uma das leituras possíveis, inclusive para aqueles que apóiam o Uribe.
E os contrários...
Aqueles que são contrários a ele vão dizer que ele cedeu soberania ao Chávez numa operação complexa. Eu diria que na realidade, por trás dessa operação toda aparentemente humanitária, há um jogo de poder muito oportuinista, inclusive dos líderes internacionais, a começar do Sarkozy. Ele sempre olhou isso como se fosse a possibilidade para mais uma ação dele, que de um lado tem posições radicalmente duras com relação às questões humanitárias na França, mas ao mesmo tempo quer posar de bom moço.
Para ele serve como plataforma política dentro da França.
Isso. O jogo da política internacional é um jogo de oportunismo, então é preciso olhar acima dessa visão maniqueísta para poder entender.
Qual foi o papel de países como Brasil e França, que enviaram emissários para acompanhar o processo de libertação dos reféns?
Eu acredito que os países latino americanos - sul-americanos especialmente - não podiam deixar de atender o convite do Chávez, dado que se não atendessem ficariam numa posição delicada, seja para dar legitimidade à operação, seja para permitir eventualmente a libertação dos reféns. O fato da libertação não ter ocorrido quando a missão internacional não estava lá é uma coisa um pouco complicada, alegaram-se problemas logísticos...
...o governo colombiano disse na época que as Farc haviam "enganado" Chávez...
É, e por outro lado houve a questão do menino (Emannuel, filho de Clara Rojas, uma das reféns libertadas). E agora Chávez se levanta um pouco. Já a presença dos observadores internacionais, incluindo os franceses, eu diria que basicamente é uma questão de oportunismo da política.
Agora, no que diz respeito à imagem internacional: qual o impacto da libertação dos reféns para a imagem de Hugo Chávez e de Álvaro Uribe?
Em primeiro lugar, quando nós falamos de imagem internacional para Venezuela e Colômbia, nós estamos exagerando um pouco. Estamos falando de imagem com relação à América Latina, talvez. Em linhas gerais, eu diria que Uribe dá sinais de fraqueza. E, portanto, pode ser que isso apresse uma coisa positiva, que é uma aproximação do Uribe - e portanto da Colômbia - com uma aliança sul-americana, o que seria altamente desejável. Esse é um aspecto regional que tem peso. Por outro lado, você pode ver que os Estados Unidos estão muito quietos nessa história, não sabem bem como se posicionar, porque se ficar o bicho come, se correr o bicho pega. O que, evidentemente, mostra uma faceta interessante da questão hemisférica: os EUA, que sempre foram os grandes financiadores da Colômbia, nesse assunto estão muito quietinhos, com dificuldade de colocar uma posição.
E quanto a Chávez?
Com relação ao Chávez, todo mundo hoje mais ou menos entende o que é o Chávez. É um homem pragmático, ao mesmo tempo com posições de esquerda mais radical, que avançou no aspecto social, especialmente nos programas sociais utilizando recursos de petróleo para, bem ou mal, fazer chegar à população menos protegida, o que é difícil de criticar. Por outro lado, é um homem histriônico e idiossincrático, com um perfil um pouco curioso e que também já está um pouco balizado na comunidade internacional. É um homem complicado, digamos assim.
Mas essa própria retórica dele tem um objetivo político dentro da Venezuela, não?
Sim, tem. Agora, evidentemente que ele vai propagandear essa libertação intensamente. No fundo, é um jogo complicado, porque a vida desses reféns está em jogo. E por trás dessa dança política muito conhecida, o que você tem ali é uma situação com um componente humano muito complicado e muito trágico. A história dos reféns que estão há muitos anos com as Farc, em suma: é uma situação muita complicada que precisa ser analisada com bastante cuidado.

Fontes: Terra Magazine / www.vermelho.org.br

sexta-feira, 11 de janeiro de 2008

Quem pode lutar por um mundo melhor?


O presidente Hugo Chavez finalmente conseguiu dar um desfecho ao resgate das colombianas Conzuelo Gonzáles e Clara Rojas após a confusão envolvendo quem estava ou deixava de estar com o menino Emanuel.Fica a questão:o papel de lutar por um mundo mais justo e melhor é um direito exclusivo ao presidente George W. Bush?E mais:um mundo mais justo e melhor é realmente aquele que a cartilha imperialista norte-americana tem espalhado ao redor do mundo?(vide Guerra do Iraque só pra não ir muito longe...)
Com o fim da bipolaridade no século passado parece que intermediar conflitos internacionais deixou de ser papel da ONU e passou a ser prerrogativa dos norte-americanos.Estes viajam o mundo para resolver os problemas da faixa de Gaza , do "caos" atômico que pode vir da Coréia do Norte ,dos "terroristas" iranianos...só não resolvem os seus,estão aí os cidadãos de Nova Orleans que processam o país em quadrilhões de dólares.
Ao Chavez buscar participar de maneira altiva da intermediação de um conflito que se arrasta há anos entre governo colombiano e FARC encontra a resistência de um dos últimos serviçais de Bush na América Latina,o presidente Álvaro Uribe.
Importante e necessária a iniciativa chavista ajuda na construção de uma América Latina mais justa e soberana.

quinta-feira, 10 de janeiro de 2008

O humor de Portugal contra o neoliberalismo ianque




A charge aqui reproduzida é do cartunista Monginho de 27 de setembro de 2007 , veiculada no sítio do Partido Comunista Português.Vale conferir as notícias , matérias e opiniões dos patrícios comunistas: http://www.pcp.pt/


BBB 8 - nada de novo , muito do mesmo e muito mal gosto


O programa Big Brother Brasil que comecou a ter a sua oitava edição veiculada pela Rede Globo de Televisão esta semana repete a fórmula mais do mesmo , junta numa casa durante largo período 14 pseudo-desconhecidos para não fazer nada além de desenvolver intrigas entre si e exercitar o máximo da futilidade humana.
Digo "pseudo-desconhecidos" visto que quase todos já participaram ou se relacionaram com pessoas e/ou programas da emissora ou do mundo dos famosos.As chamadas "provas" pelos quais os participantes são submetidos levam os atributos físicos , a disputa , a falta de companheirismo,enfim:cada um ali é adversário do outro e o fim é ganhar a grana.
A participação de indicados pelo público como em algumas das versões anteriores foi abolida , afinal ficou claro o critério de simpatia do telespectador para com esses , eles pareciam mais um ser humano normal e não os esteriótipos selecionados pela emissora.
Em tempos de luta pela democratização dos meios de comunicação , disputa por parcelas do público com o evidente crescimento da Rede Record,hoje segunda colocada na audiência nacional,fruto da cooptação de artistas globais, mudanças de formatos e bons seriados,o BBB da Globo pode até dar audiência mas é uma bola fora no quesito originalidade e qualidade.
Como cita recorrentemente o colunista José Simão do Jornal Folha de São Paulo:"É um monte de gente que não tem o que fazer assistindo as pessoas fazerem nada."

quarta-feira, 9 de janeiro de 2008

No mundo dos blogs reencontramos bons amigos.

Registro aqui minha animação com os acessos dos amigos e amigas no nosso recém-criado Blog MANIFESTO , agradeço as postagens de Luís Machado , Edson Tenório , Severino Bezerra , Alexandre Homero , Joyce , Patty , Leide e Anísio Filho ,estas tem sido um grande estímulo para continuarmos.
A missão de escrever faz parte de um prazer de compartilhar e comentar visões sobre o nosso mundo,mundo conturbado e complexo , entremeado por guerras , disputas terriotriais , religiosas e muita violência mas também por grandes avanços na medicina,nas ciências , demonstrações de solidariedade , organização , luta e amizade em todas as partes do mundo.
2008 promete , é o ano das eleições municipais , de boas estréias no cinema , da eleição nos Estados Unidos , de boas publicações no mercado editorial brasileiro.2008 é o ano da disputa pela informação , da luta por um sistema de mídia mais democrático a qual a recém-criada TV BRASIL faz parte , assim como as iniciativas para descriminalizar as rádios comunitárias.
Quero aqui destacar a minha alegria de receber o comentário do professor Bráulio Wanderley , grande amigo e também um blogueiro que muito me animou em sua postagem.Seu blog HISTÓRIA VERMELHA (http://www.historiavermelha.blogspot.com/) é de muito bom gosto , debate temas importantes e é carregado da emoção e opiniões firmes que o Bráulio sempre teve.
Embora hoje em organizações diferentes (eu no PCdoB e ele no PT) isso nunca abalou nossa amizade nem admiração mútua.Dêem uma olhado no seu blog , vale a pena.

terça-feira, 8 de janeiro de 2008

A oposição ao Governo Lula no Congresso defende o lucro dos bancos

Segundo diversas reportagens na mídia de ontem o DEM e o PSDB estão numa sinuca de bico:aceitar ou não a alcunha de defensores dos banqueiros, já que acabam por defendê-los na posição que tomaram frente ao pacote de 1 de janeiro do Governo Lula?
Seguem reportagens sobre o tema:

Jucá desafia oposição a defender lucro dos banqueiros

"A oposição tem toda legitimidade de defender os lucros dos bancos", comentou 0o líder do governo no Senado, Romero Jucá (PMDB-RR), nesta segunda-feira (7). Jucá comentava o aumento da Contribuição Social sobre Lucro Líquido (CSLL), paga pelos bancos, para compensar parte da perda de R$ 40 bilhões causada pelo fim da CPMF. "A oposição vai chiar porque quer visibilidade política", agregou.
"A oposição tem toda legitimidade de defender os lucros dos bancos. Qualquer partido que queira defender o lucro dos banqueiros, nós viremos para a discussão. O governo entendeu que esse era o melhor caminho (aumento na CSLL e no IOF), oneraria menos os setores da economia e fez a proposta. Se a oposição tem outra proposta para apresentar, ótimo, vamos discutir a proposta da oposição também", afirmou.
"Pequeno ajuste necessário"
Ele garantiu que o governo terá os 41 votos necessários para aprovar a matéria no plenário do Senado. Um mês atraso, a base governista não reuniu mais que 45 dos 49 votos necessários para prorrogar a vigência da CPMF.
Para o líder fo governo, a decisão do Ececutivo "foi um pequeno ajuste necessário" no IOF e na CSLL, que, acredita, não representará grandes prejuízos aos trabalhadores. Jucá explicou que, com relação ao ajuste do IOF, houve somente uma transferência da cobrança da CPMF para este imposto, mas com isenção da cobrança sobre algumas operações que atingem diretamente a sociedade, como a poupança e o financiamento habitacional.
Jucá admitiu quebra do compromisso de não aumentar impostos para compensar a CPMF, mas apenas no tributo que incide sobre os bancos. "Houve sim uma quebra de acordo, mas apenas com relação à CSLL, porém o aumento vai recair somente sobre o lucro dos bancos, um dos segmentos que mais têm sido beneficiados economicamente", argumentou.
Nos demais aspectos, não houve queda de acordo, frisou o líder do governo. "No orçamento não houve, no IOF, na CPMF não houve. O governo não criou imposto novo, viveu uma conjuntura nova e resolveu antecipar algumas medidas que seriam tomadas em fevereiro", acrescentou.
Ponto débil do discurso oposicionista
"A oposição tem de entender que acabamos o ano com um déficit de R$ 40 bilhões (com o fim da CPMF). O governo tinha duas alternativas: esperar até fevereiro para tomar alguma medida ou tomar logo. O presidente Lula entendeu que esperar para um déficit de R$ 40 bilhões não seria salutar para a leitura da economia brasileira", disse Jucá.
"O governo está disposto a conversar e a negociar com os partidos de oposição", reiterou Jucá. As alternativas buscadas pelo governo para cobrir o rombo causado pelo fim da CPMF, onerando os altamente lucrativos bancos e operações financeiras, criam dificuldade para a oposição sensibilizar a opinião pública com sua bandeira contrária a qualquer aumento de impostos.
No Café com o Presidente desta segunda-feira (7), o o presidente Luiz Inácio Lula da Silva explorou esse ponto débil do discurso oposicionista. Segundo afirmou Lulaem seu programa semanal de rádio, "os banqueiros não reclamaram" do aumento do imposto sobre o seu lucro líquido "porque os bancos tiveram muito lucro nesses últimos anos" e agora "vão poder pagar um pouco mais".
Da redação do http://www.vermelho.org.br/ , com agências.


7 DE JANEIRO DE 2008 - Editorial do Portal Vermelho
Ousará a oposição defender os lucros dos banqueiros?

Colocado em apuros fiscais com a derrubada da CPMF, o presidente Luiz Inácio Lula da Silva elevou dois impostos: um incide sobre o lucro dos bancos (a CSLL) e o outro sobre as operações financeiras (IOF). A medida deve cobrir apenas R$ 10 bilhões, um quarto do buraco deixado pelo imposto do cheque. Lula falou em ''cortar na veia'', nas despesas públicas, para economizar outros R$ 20 bilhões. E espera que a aceleração do crescimento cubra os R$ 10 bi restantes.
Cumpre começar pelo registro de que o presidente não deu ouvidos ao coro oposicionista-midiático que, depois de derrubar o imposto do cheque, pressionava por cortes nas contas da Previdência Social, congelamento do salário mínimo e outros azedos remédios do receituário neoliberal. Optou, ao contrário, pelo aumento de tributos que recaem sobre a cúpula da pirâmide salarial, com destaque para a casta dos banqueiros.
''Os bancos tiveram muito lucro nesses últimos anos'', justificou o presidente nesta segunda-feira (7). Agora ''vão poder pagar um pouco mais''.
A oposição fica agora em um dilema: se mantiver o discurso de aumento de impostos jamais, como parece ser a tendência, aparecerá no impopularíssimo papel de guardiã dos lucros dos banqueiros. Foi o que fez notar o líder do governo no senado, Romero Jucá (PMDB-RR), quando disse com ironia que ''a oposição tem toda legitimidade de defender os lucros dos bancos''.
Até agora, o coro oposicionista-midiático dribla a saia-justa partindo do pressuposto de que os bancos simplesmente repassarão a conta do aumento para a sua clientela. É duvidoso que isso venha a ocorrer; embora altamente concentrado, o mundo dos banqueiros compreende também a concorrência entre eles. Isso cria um considerável obstáculo para o repasse, a não ser que os banqueiros montem um esquema de cartel.
Apesar de seus méritos, a resposta improvisada para uma situação imprevista evidentemente está longe de responder aos problemas de fundo que só uma reforma tributária poderia enfrentar. E há ceticismo sobre as possibilidades de uma reforma tributária não cosmética, mas substancial e progressiva, dentro da correlação de forças dada.
No entanto, correlações de força são por natureza mutáveis. O andar de baixo da pirâmide social, seus representantes e organizações, tiveram sua atenção despertada para o debate tributário, ontem pela longa novela da CPMF, hoje pela do pós-CPMF, e amanhã pelas do orçamento de 2008 e da prometida reforma. Quando se aperceberem da importância do que está em jogo, certamente irão opor à ladainha tributária patronal o seu clamor pela taxação das grandes fortunas, das rendas e heranças milionárias, para que o Brasil deixe de ser, antes tarde do que nunca, o país onde os pobres pagam mais impostos do que os ricos.

Comunista figura entre os 100 brasileiros mais influentes para 2008

A edição 1992 de 9 de janeiro de 2008 publica a já tradicional relação dos 100 brasileiros que podem ser os mais influentes no ano vindouro segundo a revista ISTO É, entre autoridades da política , cultura , esportes e moda surge o nome do Ministro dos Esportes Orlando Silva , militante do PCdoB e membro do seu Comitê Central.

foto:Roberto Castro/ag.ISTO É

A seguir confira o texto da edição sobre Orlando Silva:

"O ano de 2008 promete ser outro período agitado na vida do ministro dos Esportes, Orlando Silva. Depois de coordenar com sucesso os Jogos Pan-Americanos, realizados em 2007 no Rio de Janeiro, Silva agora deverá se empenhar em dois outros ambiciosos projetos. O primeiro é a campanha para que o Brasil consiga ganhar o posto de sede dos Jogos Olímpicos de 2016 – o candidato brasileiro é o Rio de Janeiro. A batalha será dura. Nada menos do que outras seis cidades estão no páreo: Baku, no Azerbaijão, Chicago, nos EUA, Doha, no Catar, Madri, na Espanha, Praga, na República Tcheca, e Tóquio, no Japão. O segundo projeto de Silva é continuar no comando das ações do governo federal na preparação do País para sediar a Copa do Mundo de Futebol em 2014."

Jaboatonenses organizam a UNEGRO


Ontem,7/1, na sede municipal do PCdoB de Jaboatão militantes reuniram-se para organizar a seção municipal da UNEGRO - União dos Negros pela Igualdade , entidade que completa 20 anos em 2008 e realizou seu 3° Congresso Nacional em meados do ano passado no Rio de Janeiro.


A reunião agendou para o mês de abril de 2008 o 1°Congresso Municipal da entidade , tirou coordenação provisória composta de 7 membros e marcou para dia 10 de janeiro a próxima reunião as 19 horas na sede do PCdoB.


A primeira coordenação municipal da UNEGRO é formada por Elio Alves , Janaína Lopes , Edilene(Nena) Silva , Valdeci Ferreira , Jailson(da Ladeira) Gomes , Antonio José e Edson Tenório.Entre os temas debatidos está o de garantir uma grande participação da UNEGRO/Jaboatão na 1°Conferência Municipal pela Igualdade Racial a ser realizada em março pela Prefeitura da Cidade e entidades da sociedade civil.

domingo, 6 de janeiro de 2008

HQ: internet se torna espaço democrático para produção de quadrinhos on-line



Reportagem do jornal Folha de São Paulo de hoje consulta diversos especialistas da área de quadrinhos para levantar os melhores webcomix(tiras e histórias em quadrinhos produzidas e publicadas na internet) de 2007.A iniciativa é reforçada pela constatação de que a melhor HQ de 2007 ,segundo a revista norte-americana Time foi um quadrinho on-line chamado Penny Arcade.

Entre os destques está a tira argentina Macanudo que pode ser acessada no www.fotolog.com/liniers_macanudo ; Malvados do carioca Dahmer( http://www.malvados.com.br/ ) e o já citado Penny Arcade (http://www.penny-arcade.com/) .

Os 5 motivos que apontam para um Brasil do futuro

Juan Bautista Alberdi, um constitucionalista e liberal argentino, notou em 1837 que "as nações, como os homens, não têm asas; elas precisam fazer suas jornadas a pé, passo a passo". A América Latina, há muito suscetível a miragens utópicas de revolucionários e caudilhos e ainda não imune a eles, tem lutado para absorver esta verdade. Mas, como observa Michael Reid em seu novo livro, Forgotten Continent (Continente Esquecido), democracias de massa duráveis despontaram por toda a região.

Por Roger Cohen, para o The New York Times
Nos últimos anos, essas democracias têm rolado os dados com uma extraordinária variedade de líderes, incluindo Michelle Bachelet no Chile; Luiz Inácio Lula da Silva, o metalúrgico que se tornou presidente do Brasil; e o militar Hugo Chávez da Venezuela.

Os resultados são desiguais. Chávez tem testado a paciência de todos com seus brados de revolução socialista alimentada pelo petróleo. Mas passo a prosaico passo, o continente tem se movido rumo às sociedades abertas e à economia global.

Este progresso ocorreu apesar das disparidades de renda, que tornam cidades como São Paulo labirintos de riquezas e ruína. A ascensão improvável de Lula refletia a esperança de que estas desigualdades sociais pudessem ser superadas, assim como os sucessos iniciais de Barack Obama e Mike Huckabee refletem uma sociedade faminta por mudanças e cansada de titãs de fundos 'hedge' driblando os impostos que as pessoas comuns pagam.

Enquanto realizam sua jornada a pé, as nações também sonham. As democracias são inventivas e avessas a concessões. Suas imperfeições são muitas, mas também são seus mecanismos de auto-renovação. Elas exigem esperança. A dinâmica, com o tempo, vence o aspecto dinástico.

A jornada brasileira sempre foi hesitante, gerando a idéia de que este era um país com grande futuro condenado à sua contemplação eterna. Os números anuais de homicídios de dezenas de milhares testemunham os duradouros problemas sociais. Tom Jobim, que compôs "Garota de Ipanema", notou que o Brasil não é para iniciantes.

Ainda assim, como Lula intuiu com seu pragmatismo astuto - quem mais é amigo tanto de Chávez quanto do presidente Bush? - a maré está fluindo na direção de seu país. O futuro do Brasil é agora. Há cinco motivos: terras, matérias-primas, energia, meio ambiente e a China.

A vastidão define o Brasil; o uso agrícola de seu território está longe do esgotamento. Já o maior exportador mundial de café, carne bovina, açúcar e suco de laranja, ele está aumentando rapidamente suas exportações de outros alimentos, incluindo frango (US$ 4,2 bilhões em 2007, em comparação a US$ 2,9 bilhões em 2006) e soja. Mais de 90 milhões de hectares - uma área ainda maior do que a atualmente cultivada - permanece inexplorada fora das florestas tropicais.

Outra exportação em crescimento é a de minério de ferro. A China, que já está investindo pesadamente no Brasil, deseja tudo o que puder conseguir, tanto quanto deseja alimento (assim como a Índia) e energia. O Brasil possui abundância do segundo e poderá ter ainda mais.

Ponha de lado por um momento os vastos recursos hidrelétricos do Brasil e sua recente descoberta de um imenso campo de petróleo em águas profundas além de sua costa sudeste.

O que contará em longo prazo é sua liderança mundial em combustíveis de origem vegetal, particularmente o etanol de cana-de-açúcar, que produz oito vezes mais energia por hectare do que o milho com o qual grande parte do etanol americano é feito. Combine isso às terras agrícolas quase ilimitadas e o importante deslocamento do futuro para o presente no Brasil entra em foco.

Como Reid escreve: "Se a China se transformou na fábrica do mundo e a Índia o seu departamento administrativo, o Brasil é sua fazenda - e potencialmente seu centro de serviços ambientais."

A liderança do Brasil em combustíveis não-fósseis e a biodiversidade sem paralelo de sua floresta Amazônica tornam o país em um líder natural na luta do século 21 contra o aquecimento global.

Nada do que foi dito acima seria significativo se o Brasil fosse instável. Mas como grande parte do continente, ele se tornou mais previsível. A China percebeu isso e está rapidamente desenvolvendo suas relações comerciais com o Brasil e outros países latino-americanos. Os Estados Unidos também têm buscado uma série de acordos de livre comércio, com resultados desiguais.

Mas no geral o continente foi deixado com um sentimento de negligência por parte dos Estados Unidos, aprofundado pela promessa pré-11 de Setembro de Bush de um novo foco que refletiria a presença de mais de 40 milhões de latinos nos Estados Unidos. O próximo presidente deve tornar tal foco no sul uma prioridade, com o Brasil como pivô para um maior engajamento.

A transformação da América Latina nas últimas décadas foi subestimada. Ela foi política e econômica, mas também cultural. Os profundos preconceitos contra as populações indígenas, mestiças e mulatas foram confrontados e, se não vencidos, ao menos minados. Em termos históricos, este tem sido um momento de maior poder para aqueles com pele escura.

As Américas estão mudando e, apesar da retórica antiianque de Chávez, se tornando, passo a passo, mais integradas.

Tradução: George El Khouri Andolfato

Fontes: The New York Times
www.vermelho.org.br

sábado, 5 de janeiro de 2008

vixy.net é opção pra transformar vídeos.

Para quem está querendo transformar vídeos do youtube para formatos compatíveis com ipod , avi ou celulares uma dica é o sítio http://www.vixy.net/ .


Ele permite convertê-los e salvar como arquivos no seu pc , para tanto basta copiar e colar o endereço do vídeo do youtube na barra disponível na tela principal do vixy.net e apertar start.


Experimentem e comentem.

sexta-feira, 4 de janeiro de 2008

Lembrando o artista Charles Chaplin



Já perdoei erros quase imperdoáveis,
tentei substituir pessoas insubstituíveis e esquecer pessoas inesquecíveis. Já fiz coisas por impulso,já me decepcionei com pessoas quando nunca pensei me decepcionar, mas também decepcionei alguém.
Já abracei pra proteger,já dei risada quando não podia,
fiz amigos eternos,amei e fui amado,
mas também já fui rejeitado,fui amado e não amei.
Já gritei e pulei de tanta felicidade,
já vivi de amor e fiz juras eternas,“quebrei a cara muitas vezes”!
Já chorei ouvindo música e vendo fotos,
já liguei só para escutar uma voz,me apaixonei por um sorriso,
já pensei que fosse morrer de tanta saudade e tive medo de perder alguém especial (e acabei perdendo).
Mas vivi, e ainda vivo!Não passo pela vida…E você também não deveria passar!
Viva!
Bom mesmo é ir à luta com determinação,abraçar a vida com paixão,
perder com classe e vencer com ousadia,
porque o mundo pertence a quem se atreve
e a vida é “muito” pra ser insignificante.
Charles Chaplin

Eleições dos EUA:resultado da primeira prévia e atenção de todo o mundo


Sob olhar atento do mundo todo ocorrem as primeiras prévias para definição dos candidatos democrata e republicano que concorrerão a sucessão de George W. Bush na Casa Branca.Dependendo de quem ganhe podem haver significativas mudanças nas operações no Iraque , nas relações comerciais com a América Latina mas ,dificilmente,se altera a política imperialista embora a palavra mudança seja recorrente no discurso dos diversos pré-candidatos republicanos.

Pode significar sim um certo breque e rearrumação interna decorrente de uma possível derrota republicana e ascensão democrata ,algo relevante num contexto mundial cada vez mais tumultuado com conflitos locais ,estremecimentos na democracia e outras querelas.

Também vem revestido de simbolismo a possível derrota de George W. Bush e suas táticas beligerantes , expansionistas e alinhadas a política começada por seu pai e ex-presidente homônimo.



Foi dada a partida na corrida para a presidência dos Estados Unidos, nesta quinta-feira (3), com a vitória de Barak Obama(foto) entre os democratas e Mike Huckabee entre os republicanos, em apaixonantes "caucus" (assembléias) em Iowa, o primeiro estado do país a votar. Além do triunfo de Obama, destaca-se no partido democrata que o segundo lugar foi para o ex-senador John Edwards, que relegou a senadora Hillary Clinton para um terceiro lugar não previsível até pouco tempo atrás, embora por pequena diferença.
Do La Jornada*


Com 100% dos votos apurados, Obama teve 37,6%, Edwards 29,8% e Hillary 29,5%. Os outros ficaram bem longe:o governador do Novo México, Bill Richardson, 2,1% e o senador Joe Biden 0,9%. O senador Chris Dodd e os congressistas Dennis Kucinich e Mike Gravel não obtiveram representação. Segundo a rede de TV CNN, Dod e Biden já decidiram abandonar a corrida presidencial, embora sem oficializá-lo.Entre os republicanos, depois da apuração de 85% dos votos, o ex-governador de Arkansas Huckabee teve 34%, enquanto o ex-governador de Massachusetts Mitt Romney ficou com 25%.
Fred Thompson teve 14%, John McCain 13% e Ron Paul 10%. O ex-prefeito de Nova York Rudy Giuliani, que preferiu não fazer campanha em Iowa e concentrar-se nos estados que contam mais na hora de escolher o candidato, teve apenas 4%.Nos quartéis-generais dos aspirantes, a euforia foi transbordante no de Obama, que esqueceu o cansaço dos últimos dias e recuperou o discurso direto ao coração dos votantes, enlevou em muito pouco tempo.
Com uma fala cheia da palavra "esperança", ele assegurou que é chegado o "momento da mudança".
"Vocês disseram que chegou o momento de nos movermos para além da amargura, das tolices e dos aborrecimentos que consumiram Washington", afirmou, dirigindo-se a eleitores de Iowa. Também dirigiu uma mensagem aos "cínicos" que "disseram que este dia nunca chegaria".
Hillary Clinton, que não usou em momento algum o termo "derrota", felicitou Obama e Edwards, mas prometeu continuar lutando e se recuperar, a começar, na terça-feira, pelas primárias de New Hampshire. "Sei que vamos nos levantar amanhã e continuar impulsionando tanto quanto pudermos", garantiu a senadora. No entanto, ela deu uma guinada importante em sua dialética ao se apresentar como o verdadeiro agente "da mudança".
Do lado republicano, o triunfo permitiu ver um Huckabee visivelmente emocionado, com um resultado em que ninguém apostava há poucos meses, quando ele mal aparecia nas pesquisas. "(A corrida) não acaba aqui. Continua através dos outros estados e termina no número 1.600 da Avenida Pennsylvania, dentro de um ano", afirmou ele, referindo-se ao famoso endereço da Casa Branca.
O mais doído entre os favoritos foi Romney. Depois de liderar durante quase todo o ano em Iowa, graças a um enorme investimento de tempo e dinheiro, o ex-governador de Massachusetts quase se limitou a agradecer o esforço dos membros de sua campanha. "Penso retornar nas eleições gerais, quando enfrentaremos quem quer que seja o candidato democrata, para derrotá-lo", disse, na única frase que arrancou aplausos.Huckabee consolidou sua predominância sobre Romney na religião, um fator-chave no estado de Iowa, predominantemente evangélico. O ex-governador de Arkansas, um pastor batista, apresentou-se como "um verdadeiro cristão", numa referência implícita à "heresia" que muitos cristãos estadunidenses enxergam na fé mormon professada por Romney.
Com temperaturas externas abaixo de 10 graus centígrados, os eleitores se reuniram durante uma hora ou duas em um total de 1.781 centros eleitorais, situados em cafés, igrejas ou bibliotecas, para indicar seus candidatos em cada um dos partidos nas eleições de 4 de novembro.
O pequeno estado de Iowa tem um papel-chave nas eleições presidenciais, embora não seja nada representativo do resto do país. Sua população tem alto índice de agricultores e aposentados e pouca presença de minorias étnicas. O seu extravagante sistema de escolha em "caucus" representa ao mesmo tempo um exemplo de democracia direta e um verdadeiro quebracabeças burocrático. Os eleitores devem se apresentar todos no mesmo horário, e não na hora que preferirem, como acontece nas eleições gerais ou nas primárias de outros estados. Além disso, só podem participar os que sejam filiados ao Partido Democrata ou ao Republicano.
Fonte: http://www.jornada.unam.mx/ , http://www.vermelho.org.br/